Blogroll

Nas minhas veias não corre sangue de barata!!!!

 Tem certos dias em que você acorda e pensa: "bem que eu poderia ver algo de interessante hoje...", geralmente eu penso nisso todos os dias... e por interessante, eu digo, tipo uma barreira dimensional sendo rompida por um dragão... certo, isso não acontece com muita frequência...

 Mas tem dias em que algo interessante acontece. Uma fútil briga de ônibus que eu presenciei hoje, mas com detalhes peculiares o bastante para formar um post em minha cabeça. Vou narrar a cena pra ficar mais divertido:

 Briga no 385

 Estava escutando Ozzy Osbourne, ignorando toda e qualquer pessoa que entrasse no busão, a perspectiva de um dia enfadonho de trabalho me causava desânimo, mas era dia de jogo, não que gostasse de futebol, mas significava que iria sair mais cedo.
 Ouvi um burburinho que tentava superar a voz do Ozzy em meus fones... havia um homem, acompanhado por sua esposa e filho, discutindo com o motorista. Imediatamente pauso a musica, a tempo de ouvir:

- Eu não sou obrigado a saber o que ta acontecendo com essa porra!! - dizia o homem, de forma rude
- Mas a catraca não tava travada, então você não podia ir passando - rebate o motorista, um homem velho e gordo, que não tinha um cobrador para lhe ajudar, resultando em um motorista sobrecarregado, apesar do 385 ser um microônibus

 Os dois continuaram a discutir, nessa altura, o homem e sua família já tinham atravessado e se sentado no fundo do ônibus. Pelo que eu entendi, a catraca estava liberada, pois alguém atravessou sem virá-la por completo, e quando o outro tentou passar por ela, uma das passagens sairia de graça. Mas de acordo com o passageiro, e os demais que estavam sentados perto da catraca, o motorista estava equivocado.
 Com o ônibus parado, o motorista se levantou, com 3 reais na mão, dizendo que isso não era importante pra ele.
 A esta altura, os demais passageiros já estavam dizendo ao motorista que parasse, e seguisse o caminho. Até que uma mulher, meio gordinha, diz:
- Tá,tá, vamo logo, mais tarde eu ligo lá na emdec e faço uma reclamação!
- Isso, moça, liga mesmo!- respondeu o motorista - Liga lá e reclama!
- Então vamo que eu tenho que trabalha! - diz outro passageiro
- Olha que eu tenho tempo aqui, se quiser ficar parado aqui 15 minutos eu fico!
- Vamo logo cacete - a gordinha eleva sua voz
- Ah moça, vá a merda vai!!
- Olha aqui, vá a merda você, seu velho otário!! Pensa que só por que eu sou mulher que eu sou troxa!!!
- Cê é troxa sim, por que ninguém te chamou de mulher pra você tá falando isso - ponto pro motorista
 Se seguiram vários insultos de ambos os lados, todos muito divertidos ao meu ponto de vista, até que a gordinha diz:
- Eu sou muito boa pessoa, mas se quiser sou pior que o diabo!

 Porra, pior que o diabo? Tipo, isso é muita maldade! Não pude deixar de rir dessa declaração... mas o motorista retruca:
- Eu sei dos meus direitos, moça! Isso é desacato a funcionário público - Será? Existe desacata a motorista de ônibus?
 A essa altura, os passageiros começaram a pedir para que a moça se acalmasse, deixasse o motorista falando sozinho. Ao que, estendendo o braço esquerdo, flácido, para que todos vissem, dando tapas nele, ela gritam mais alto do que nunca:

- AQUI NÃO CORRE SANGUE DE BARATA NÃO!! EU NÃO ESCUTO E FICO CALADA NÃO!!!SANGUE DE BARATA AQUI NÃO!!!!

 O que esperar de uma declaração dessas? O riso foi geral, e a discussão acabou. Foi engraçado ver como a gordinha parecia constrangida por ainda estar ali, depois de gritar feito doida daquela forma... Mas a briga nem era dela... como ninguém disse mais nada, dei play na música novamente, e segui viagem, rumo ao trabalho.

                     " Killer of giants threatens us all
                       Mountains of madness standing so tall
                       Marches of protest not stopping the war
                       Or the killer of giants
                       The killer of giants"



  O que dizer sobre tudo isso? Por que a maioria das pessoas, em uma situação adversa, sempre tenta gritar mais alto? O dia apenas começando, valeria mesmo a pena estressar tanto assim? E no caso da gordinha, por algo que nem tinha haver com ela? Se temos um culpado aqui, é a empresa de ônibus, nessa putaria de não ter cobradores no ônibus, pois com um lá, ele teria acertado a catraca, e nada daquilo teria acontecido.  Agora o motorista, além de dirigir, tem que cobrar passagem, liberar a catraca, cumprir com horário, parar nos pontos... o que acontece com o dinheiro arrecadado por todas as passagens cobradas? Vai tudo pro bolso dos filha da puta engravatados donos dessas empresas, e não há fiscalização, não há mudança. Uma coisa boba, uma simples briguinha com uma mulher barraqueira, mas vêem como é possível enxergar mais longe?
  A sede por dinheiro dos humanos não tem limites...


Nas minhas veias não corre sangue de barata!!!! Nas minhas veias não corre sangue de barata!!!! Reviewed by Jyuuken Cronicaex on 18:27:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.