Blogroll

Você é o criador do seu próprio mérito

  A primeira serie original Netflix brasileira chegou e tem dividido opiniões. Muita gente acusa o roteiro de ser fraco e cheio de furos, enquanto outros dizem que finalmente temos uma série nacional digna e de qualidade.
   3% teve sua estreia no streaming dia 25 de novembro, a temporada inteira soma oito episódios, curto e rápido, a serie conta sobre uma sociedade distópica em ruínas, o chamado "lado de cá", ou "continente" é uma grande periferia em ruínas, onde a miséria e a violência imperam. paralelo a isso, o "Maralto", ou "lado de lá", é uma sociedade perfeita, justa e abundante, uma cidade construída no oceano, onde só os escolhidos podem viver.


   Os 3% são o grupo de pessoas escolhidas que recebem o privilégio de viver no Maralto, cujo mérito de viver na cidade utópica é conquistado através de uma série de provas, chamadas de "O Processo". Quando os jovens atingem 20 anos, são chamados para O Processo, sua única chance de conquistar a passagem para a cidade dos sonhos. E aos demais 97%, resta viver na angústia e amargura da pobreza absoluta que se tornou o mundo.
   Distopias estão em alta ultimamente ,e a premissa de provas se mostra interessante já logo no começo. A série foca em alguns dos candidatos passando pelas provas, sendo que a maioria delas tem grande apelo psicológico, gerando momentos de muita tensão e desespero. E conforme o grupo de protagonistas vai avançando, vamos conhecendo um pouco mais de suas histórias, e um pouco mais daquele mundo quebrado.
   Também vemos as provas pelos olhos de Ezequiel, o diretor do Processo, que está sendo alvo de uma investigação secreta por um membro do conselho do Maralto. A mente por trás de provas que chegam a ser doentias não podia ser menos malucos, e Ezequiel é um personagem que fica entre a genialidade e a insanidade completa.



 
    Li muitas criticas por ai um tanto injustas, comparando a série com as grandes produções que enchem as redes sociais de spoilers... 3% tem baixo orçamento, e vem de um meio que costuma Netflix, apesar das imperfeições, pode ser uma grande desbravadora para quem sabe, séries com temas diferentes... porque não uma fantasia? Um mundo alternativo? Porque as produções brasileiras tem que ser sempre sobre as mesmas coisas, nas favelas do Rio, ou no duro e árido Cangaço? Soltem as imaginações!
produzir novela e comedias pastelão em excesso. É claro que existem produções nacionais que podem ser até melhores, mas fiquei tão empolgado em ver algo brasileiro que foge dos temas mais abordados por aqui, uma distopia cheia de momentos de tensão, que chego a acreditar que a série da
  Concordo que o figurino possa ser meio estranho... as pessoas do continente usam roupas completamente rasgadas, vivendo em uma favela cheia de cortinas e panos espalhados por todas as partes. A atuação de parte do elenco deixa a desejar em alguns momentos, enquanto outros se destacam muito, engrandecendo seus personagens.
   O Processo acaba sendo louvado no continente, como uma religião, e seus criadores (também fundadores de Maralto) como deuses. O mundo mudou tanto que parece que o cristianismo foi
esquecido e assimilado pelo culto ao Processo. As crianças são forjadas para passar no processo, e nada mais importa naquela sociedade.
  3% é uma boa mistura de Elysium com Jogos Vorazes talvez, tendo bons momentos, e uma boa premissa. Deixe seu preconceito de lado, vi muita gente metendo o pau só tendo assistido 1 episódio...mas francamente, são apenas oito episódio, nem demora muito pra terminar... assistam, apoiem, quem sabe esse seja apenas o começo do entretenimento por aqui... Mas desapegue dessa tua exigência, nem tudo precisa ser grandioso como a batalha dos bastardos para ser digno de sua atenção...
Você é o criador do seu próprio mérito Você é o criador do seu próprio mérito Reviewed by Jyuuken Cronicaex on 19:33:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.