Gantz:0

 Uma grata surpresa surgiu no Netflix hoje: o longa em cg do mangá Gantz! Intitulado Gantz:0, a animação saiu ano passado, lá pelos meados de outubro, e desde então eu estava aflito, me perguntando quando iria conseguir por minhas mãos nesse longa.



  Infelizmente, em nosso país não existe publico pra que esse espetáculo de cg vá para as telonas 9por mais que muitos gostem de anime, ainda é um público de nicho, e entre os oatkus, quem curte anime mais violento também não é maioria, imagino), mas fazer o quê, pelo menos nosso grande serviço de streaming vermelho nos trouxe essa belezinha.
  A animação, como todo longa em cg feito pelos japas está impecável, algumas expressões são assustadoramente realistas, enquanto as cenas de ação são tão fluídas que dá gosto de ver. A história é baseada no arco de Osaka do mangá, que pra mim é o melhor de todos os arcos, o longa tem algumas
modificações pra deixar a coisa mais adaptável para seus poucos 90 minutos.
  Francamente, tem umas porcaria ai que tem mais de duas horas (sim, Transformers) , então resta nos contentar com a pequena duração. O longa abre com o final do arco do Alien Oni, e olha, já de cara tem ação com as motos, o Kurono sendo o fodalhão que ele é, já de cara o filme me ganhou.
  A história segue com Katou sendo recrutado pelo Gantz, pela primeira vez. É atravez dele que as regras são explicadas e tudo mais, achei isso muito inteligente, conseguiram trazer a dinâmica do começo do mangá, com a trama empolgante de um arco que tá lá pela metade.
  Mas quase todos os elementos bons do arco estão presentes, tirando alguns personagens. Foi emocionante ver arma H em ação, bem como o Mecha gigantesco em batalha. Mas é claro, todas as atenções estão voltadas para o alien de 100 pontos.
  E  ele não deixou a desejar. Teve quase todas as suas formas (acho que só faltou uma), e a última foi gloriosa. Sim, ver a forma final desse cara foi de encher os olhos, quase que a realização de um sonho. E como a luta final foi emocionante. Mesmo conhecendo a história, fiquei na ponta da cadeira, vibrando com cada acontecimento.

 Agora vamos falar sobre o final. Foi bonito, quando descobrimos que na verdade, Katou já havia se libertado do jogo, foi uma grata surpresa. No final, temos um pequeno fan service, com o vislumbre de alguns personagens, e isso me deixou feliz. Todo o discurso sobre como o Katou é, e que ele não mudou nada também foi muito legal de ver.


  Foi uma boa adaptação. Conseguiram pegar uma parte do meio, e contar de uma forma que até o público novo vai gostar. Pra quem é fã, é um prato cheio. Ainda mais se levarmos em conta que o anime já saiu faz muito tempo. Que saudades de Gantz, começo a rezar aqui, para que o deus vermelho do Netflix traga a existência, um anime adaptando todo o mangá, sem finais inventados, por favor.
  Ou nem precisa, basta continuar esse filme. Por que o que fizeram aqui, me faz bater palmas.
Gantz:0 Gantz:0 Reviewed by Jyuuken Cronicaex on 23:44:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.