Mute City e algumas músicas mais...



          É inegável o pesada importância que as músicas tem nos jogos, a trilha sonora dita a emoção que o jogador irá sentir, bem como o ritmo do jogo. Ao longo de todos esses anos, foram muitas as músicas que me marcaram profundamente, e não é incomum me encontrarem por ai ouvindo trilha sonora de jogos, até mesmo as do nintendinho.
           Por mais que fossem simples, as músicas dos primórdios dos jogos tem sempre um lugar especial em meu coração, me fazem lembrar de muitas tardes passadas ou jogando meu Dynacom em casa, ou o Snes na casa do Higor.



          Esse magnífico canal faz versões acapela de grandes clássicos, e uma das minhas favoritas é Mute City, acho que a primeira pista de F-zero. Assim como quase todas as trilhas deste jogo, ela me traz um sentimento de estranheza, que  fica mais forte com os cenários das pistas. Sei lá, talvez loucura minha, mas sentia uma certa solidão, eram pistas no meio do nada, com uma cidade ao fundo, e não se via humanos em lugar algum. E na época eu achava esse jogo difícil pra krai (ainda acho na verdade, quase sempre acabo me explodindo fora da pista).
          Outra música que gosto bastante é a Heart of Fire do Castlevânia. Imagino que ela tenha se repetido em vários dos jogos da série, mas onde eu conheci ela foi no primeiro jogo do Nes. Ela tocava na fase do calabouço, cujo chefão era a própria morte em pessoa. Como essa fase me atormentava! Nunca fui capaz de passá-la, e acho que foi a trilha do jogo que mais grudou na minha cabeça!
          Toda a saga Castlevânia traz excelentes músicas, dá pra encher um post só com elas. E essa versão abaixo, nas guitarra, que já devo até ter postado por aqui, faz o sangue ferver com o poder do metal, e ressoar com a nostalgia.


          Dando um grande salto temporal, indo até Dark Souls 3, a épica trilha que embala a batalha contra os irmãos principes. Mais que música magnífica, um instrumental pesado, que cresce junto com a luta. Me lembro de como essa boss battle foi marcante.
          Um chefão duplo, com ataques pesados e velozes, junto com toda a sensação de fragilidade que a série souls traz, a música traz em si uma tristeza e majestosidade únicos. E quando os irmãos se unem para te enfrentar, a música desperta um coral, os golpes do irmão mais velho mudam e se tornam ainda mais mortais... lembro claramente de uma cena, minha vida por um triz, o irmão mais velho ergue a espada sob sua cabeça, segurando-a com as duas mãos. A arma brilha como a luz da alvorada. Em meu coração sei que se aquele golpe me acertar, será meu fim. A espada corta o ar, pesada como o mundo, e uma rajada de luz rasga o chão de pedra. Entoado pelas vozes do coral da trilha, me esquivo nos últimos instantes, me livrando daquele poderoso ataque! Uma das lutas mais épicas que já vivi! É claro que ele me matou pouco depois...


          As músicas são uma das partes mais fodas de ser gamer. Faz parte da experiência, e toda boa batalha é regida por uma boa música. Desde uma invasão alienígena em 8-bits a uma alucinante corrida em 4k, as trilhas sonoras são a alma dos jogos, são aquilo que tornam coisas grandes em coisas marcantes.
          É isso povo, algumas musicas legais pra embalar a noite(ou o dia), se você não tem o hábito de escutar as trilhas dos jogos que você consome, recomendo-o a experimentar, garanto que não irá se arrepender...
←  Anterior Proxima  → Inicio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Total de visualizações

Link-me

CronicaEx
Connection -

Parceiros

Popular Posts